decoracao de apartamentos

Fuja dos truques de apartamentos decorados na planta

Arquitetas orientam como evitar cair nas armadilhas ao visitar imóvel em exposição

Os apartamentos decorados são feitos com a intenção de encher os olhos dos consumidores. Para a arquiteta Adriana Victorelli, alguns truques já são velhos conhecidos, como o intenso uso de espelhos para ampliar o tamanho dos cômodos.

Segundo ela, vale a pena prestar atenção em outros truques que podem iludir o possível comprador. “Nenhum apartamento decorado tem as portas instaladas, elas ocupam espaço, em média, de 40cm² cada uma e podem comprometer a circulação em alguns casos. Os responsáveis pelos imóveis decorados muitas vezes se aproveitam da falta das portas para colocar armários mais profundos do que caberiam na realidade”, explica.

Além disso, Adriana recomenda que o comprador se informe sobre o lado da abertura das portas, pois há casos em que as portas de banheiro e quarto acabam sendo barreiras na fluidez da circulação.

Mais um ponto a prestar atenção, na opinião da arquiteta, é a inclusão do hall como parte integrante do apartamento e o aproveitamento da varanda como living ampliado, pois essas soluções, muitas vezes, não são permitidas pelo condomínio no futuro.

Outra dica de Adriana para quem está comprando o novo apartamento é ter atenção para o método construtivo do edifício. “Prédios com alvenaria estrutural não podem passar por nenhuma demolição ou sequer recortes na parede para passagem ou mudança elétrica. Isso, na hora de personalizar o imóvel, é um problema”, alerta.

A arquiteta Laurimar Coelho ressalta que, sem dúvida alguma, a principal armadilha está nas dimensões dos ambientes, que quase sempre não correspondem à realidade. “Ao adquirir o apartamento, a pessoa percebe o quanto seu banheiro é apertado e como a posição de uma determinada porta impede a colocação daquele armário tão bonito que havia no decorado, que não tinha portas”, adverte.

Para a arquiteta Beatriz Dutra, a primeira coisa que o comprador deve fazer é se certificar de que os acabamentos e a planta do imóvel decorado são compatíveis com o imóvel que será entregue. “Normalmente, nos apartamentos decorados os acabamentos são de uma qualidade superior aos que são entregues pela construtora. As plantas também são modificadas e os ambientes parecem maiores, já que são retiradas algumas paredes, ampliando as áreas da sala e do quarto, por exemplo”, orienta.

Segundo Beatriz, o comprador deve observar também a dimensão dos móveis utilizados no apartamento decorado, principalmente para saber se as peças têm as medidas e o tamanho padrão do que existe no mercado. “Muitas vezes há camas, mesas e sofás menores tanto no comprimento como na largura, dando a impressão de que os imóveis são maiores”, explica.

As arquitetas Ana Rozenblit e Sabrina Salles concordam com Beatriz e acrescentam que é preciso estar atento também à profundidade dos armários.

Fonte: ZAP Imóveis

Dicas práticas para decorar sua casa

Para decorar a sua casa  nem sempre há a necessidade de se investir muito dinheiro. Às vezes o processo se estabelece em cima de algumas dicas e detalhes que, quando realizados, fazem toda a diferença.

Nas paredes, por exemplo, use sempre cores claras, de preferência tons neutros como a palheta de beges.  Deixe a cor para detalhes menores, como almofadas e objetos decorativos. A maioria das pessoas prefere utilizar esta palheta, pois não torna o ambiente cansativo e, no caso de mudar a decoração, trocar os objetos coloridos é mais fácil, alterando completamente os cômodos.

Aparadores são peças incríveis. Se não tiver um, recicle uma penteadeira antiga ou um baú. Para uma decoração mais contemporânea, coloque uma grande bandeja de vidro, espelhada ou de prata sobre o móvelEm cima vão garrafas, copos long drink, copos de uísque, licoreiras e porta guardanapos de preferência com um arranjo bem dinâmico. Do outro lado do aparador coloque uma orquídea em um cachepô de vidro. Se puder, posicione atrás do aparador um grande espelho com aproximadamente 2m de altura apoiado no chão.

Espelhos são objetos incríveis e fazem verdadeiros milagres, principalmente por espaços reduzidos. Se você nota que seu cômodo está pequeno, tente aumentá-lo com um espelho estrategicamente colocado  Promova os principais pontos do ambiente, ou seja, aquela parede que você nota por primeiro ao entrar em casa. Vale usar espelhos redondos com diâmetros de 1,50m ou retangulares como, por exemplo, 1,20 x 2m. Estes últimos podem ser apoiados no chão.

Vidros e espelhos também podem estar presentes nos cachepôs, bem como nos objetos, imprimindo cor aos ambientes. Coleções de vidros coloridos proporcionam muito charme aos ambientes, mas caso sinta que eles podem ficar carregados, utilize os mesmo tons do restante da decoração  Uma boa dica para quem não gosta de muita cor é aproveitar as variações de tons.

Iluminação é sempre importante. O ideal é que se tenha algumas lâmpadas para luz geral e outras para efeito cênico, que ressalta quadros e peças especiais. Para um clima mais intimista a sugestão é usar abajures. Se as luminárias de teto estiverem sob a laje ou o gesso, peça ao eletricista para dividir em circuitos separados. Isso dá liberdade para montar a iluminação do ambiente conforme a sua vontade.

Para dar um toque especial aos ambientes é possível usar peças em cerâmica ou bowls sobre as mesas de centro, aparadores ou mesas laterais. Outra sugestão é colocar uma vegetação pequena, como “dinheiro em penca”, dentro desses objetos.   Antigas sopeiras de louça servem como belos cachepôs para as plantas, além de imprimir sua marca pessoal e da sua família na decoração.

Livros e revistas interessantes podem virar elementos de decoração. Organize-os por tamanho dispondo em pequenas pilhas. Acima deles, coloque ainda pequenos objetos para dar um toque. É só empilhar mesmo, considerando um pouco os tamanhos e formatos. Pequenas bolas de vidro ou algum objeto menor, como uma minicadeira, deixam a sua decoração mais charmosa. Baús ou malas antigas podem simplesmente completar algum espaço ou ainda servir como mesas laterais. Também há opção de arranjos de porta-velas em tamanhos diferentes, para compor alguns cantos.

Molduras antigas são ótimos recursos decorativos quando você retira o quadro, passa uma mão de tinta e coloca apoiada em aparadores. Porta-retratos também são excelentes recursos que podem ser utilizados para compor a decoraçãoUtilize modelos diferentes, mas que sejam harmoniosos entre si, dispondo em conjuntos ou separados pela casa. Caso vá colocá-los na parede, organize-os no chão antes de pendurá-los. Isso facilita caso você queira preencher uma parede e montar este quebra-cabeças delicioso.

As almofadas são uma maneira econômica de você “vestir” sua casa e conferir pitadas de cor. Abuse dos tamanhos diferentes e tecidos com toque macio. Use capas para cobri-las, pois isso facilita a manutenção. As capas de linho e tecidos crus também podem vestir os sofás, tornando-se uma excelente alternativa para casas com criançasEstá liberado o uso de todos os tipos de tecidos, desde algodão até veludos e sedas, dependendo somente do seu estilo de vida. Se o ambiente for bastante usado, evite botões e pingentes, porque não são confortáveis, mas se forem para ambientes onde as almofadas são destinadas para complementar a decoração, vale a pena investir nesses ornamentos.

Fonte: Portal BBel

Cuide de seu condomínio



Mais serviços para você

Kapazi
Boeng