condominio fortaleza

Condomínios mais profissionais

Independentemente do tamanho, todos os condomínios precisam de um síndico para cobrar, pagar, planejar, fiscalizar, realizar manutenções, enfim, administrar o prédio, ou um conjunto deles, seja este residencial ou comercial. Enquanto existem aqueles onde a eleição é acirrada, com vários interessados e propostas para exercer a função, em outros falta tempo, conhecimento ou até interesse dos moradores em ocupar o cargo. Para esses últimos há a possibilidade de contratar uma empresa terceirizada ou ainda um síndico profissional, figura que chega ao mercado como mais uma alternativa para ocupar a lacuna, ou mesmo, quem sabe, profissionalizar a administração já realizada por um síndico eleito.

Segundo o vice-presidente de Condomínios do Sindicato das Empresas de Compra, Venda e Locação de Imóveis no Ceará (Secovi-CE), Raimundo Maia Almeida, Fortaleza tem cerca de 5.500 condomínios. “Destes, somente 20% têm administração terceirizada, ou seja profissionalizada, por meio da contratação de empresas especializadas para administrar o condomínio. Se formo falar em termos de síndico profissional, algo muito novo na Capital, a proporção não chega a 3%”, analisa.

Vantagem

Conforme explica, o síndico profissional tem a mesma função do síndico convencional, e não descarta a presença deste, mas com a diferença de que o primeiro detém maior conhecimento e experiência no exercício de suas atividades. “Por conta dessas habilidades traz como maior vantagem para o condomínio o fato de não se cometer equívocos, comprometendo, no futuro não só a saúde financeira, mas também trazendo problemas de ordem técnica e estrutural para o condomínio”, afirma.

Como exemplo desses equívocos, Maia cita compras realizadas sem contratos ou nota fiscal, a escolha de empresas ou profissionais sem nível adequando para executar o serviço, a confecção da folha de pagamento sem observar todas as obrigações legais entre outros quesitos relacionados à rotina do cargo de síndico. “Então, a figura do síndico profissional aparece como mais uma alternativa interessante ao condomínio seja para auxiliar o síndico eleito ou realizar diretamente a administração. Na verdade, cabe ao condomínio decidir o que é melhor para si e ver o que é mais vantajoso”, destaca.

Custos

Outro fator que pesa a favor do síndico profissional quando se busca uma administração mais profissionalizada, aponta Maia, é o custo. “A contratação de uma empresa especializada chega a representar um custo em torno de 20% da receita do condomínio, enquanto que a contratação de um síndico profissional pode sair por até 3% da arrecadação”, expõe o vice-presidente de Condomínios do Secovi-CE.

Outra vantagem em relação às empresas que administram condomínios é a presença mais frequente do profissional no prédio. “O trabalho é feito nos prédios onde ele vai duas a três vezes por semana e também acompanha à distância. Diferentemente da empresa, que tem muitos condomínios para dar conta, o síndico profissional geralmente dá assistência a um único condomínio ou a um número bem reduzido destes”, fala. “Além do que é contratado diretamente pelo síndico eleito, respondendo a este, como um funcionário do local. A relação é mais direta”, frisa Maia.

Fonte: Diário do Nordeste

Cuide de seu condomínio



Mais serviços para você

Idealle
Inovalle